Rua Salvador Simões, 596, - Ipiranga - SP
(11) 5060-2740

Afinal, como emitir NF?

Se você acha chato emitir NF em papel, você precisa conhecer a nota fiscal eletrônica.

Com ela, você não precisará mais perder horas do seu dia escrevendo manualmente todos os dados do cliente.

Nem ficará mais com medo de errar e ter que cancelar a nota.

Com a nova versão da nota fiscal, a sua rotina ficará mais ágil e simples.

Além disso, você também estará cumprindo a lei.

Porque emitir NF eletrônica já é obrigatório desde julho deste ano.

Mesmo que o seu negócio seja micro, pequeno ou médio, você precisa aderir à nota fiscal eletrônica. Essa modernização foi proposta pelo Governo Federal e está integrada ao SPED (Sistema Público de Escrituração Contábil).

A mudança começou em janeiro, quando só grandes corporações precisavam emitir NF eletrônica.

Depois de 6 meses, a regra já vale para todas as empresas, com exceção dos MEIs (Microempreendedores individuais).

Por que o Governo Federal resolveu mudar a maneira com que as empresas emitem notas fiscais?

Provavelmente você deve estar se perguntando isso, certo? O primeiro ponto foi para reunir as informações sobre arrecadação de impostos em um sistema, ou seja em um só lugar, sendo esse lugar público e online.

Outra questão é para evitar a sonegação de impostos.

Além de também garantir transparência à gestão das empresas. Mas se você ainda não se familiarizou em emitir NF eletrônica, já está passando da hora de fazer isso.

E foi justamente por isso que preparamos este artigo. Com ele, você vai aprender como emitir NF de uma maneira descomplicada para ficar dentro da lei.

Preparado? É só continuar lendo esse conteúdo.

1) Saiba qual tipo de NF emitir

A primeira coisa que você precisa saber antes de emitir uma nota fiscal eletrônica é o tipo dela, porque existem 3 categorias:

  • Produto: É a NF para bens e mercadorias, podendo ser de compra ou venda, de retorno, devolução, reputação ou até mesmo importação;
  • Serviço: Essa nota fiscal é emitida quando existiu uma prestação de serviço;
  • Cupom fiscal: São aquelas notinhas que recebemos em padarias, supermercados e lanchonetes, ou seja, no comércio. Elas caracterizam venda direta, mas sem a identificação do comprador.

2) Cheque o cadastro fiscal junto ao Governo

Antes de emitir notas fiscais, você deve verificar qual é o enquadramento da sua empresa.

Porque é a partir deste ponto que você saberá qual é o tipo de nota fiscal que deverá ser emitida aos clientes.

Se você tem dúvidas sobre isso, consulte um contador.

Ele lhe ajudará a encontrar o melhor enquadramento para adequar o seu negócio às regras estabelecidas pelo Governo.

3)  Tenha um certificado digital

Para que sua empresa emita NFs eletrônicas, você precisa de uma assinatura digital. Mas para que essa assinatura tenha validade jurídica, você precisa confirmar a autenticidade dela. Porque com ela, você prova que foi o seu negócio que emitiu as notas fiscais.

E para ter o seu certificado digital, você deve adquiri-lo junto a uma autoridade certificadora credenciada de chaves públicas brasileira (ICP).

4) Faça o credenciamento na Secretaria da Fazenda

Para emitir NF eletrônica, sua empresa também precisa estar cadastrada na Secretaria da Fazenda da sua cidade.

Esse cadastro deve feito na prefeitura municipal e é bem simples.

Como ele varia de uma cidade para outra, é bom que você procure um contador para entender como funciona esse cadastro na sua localidade.

Assim, você evita surpresas e pode se planejar para realizar esse cadastro com maior celeridade.

5) Passe a usar um software para emitir NF

Providenciados os registros, é hora de colocar a mão na massa e fazer a emissão de notas fiscais eletrônicas.

Existem vários sistemas para que sua empresa faça isso. Mas antes de comprá-lo, sempre avalie o custo benefício de cada um deles. E, veja também qual deles se adequa mais às suas necessidades.

Não deixe de checar ainda se esse software está alinhado com os padrões de emissão de NF definidos pelo Governo.

Então, quais são mesmo as vantagens da NF eletrônica?

Resumindo, as vantagens de emitir NF eletrônica são as seguintes:

  • Agilidade;
  • Praticidade;
  • Redução do uso de papel;
  • Disponibilização das informações online e em tempo real de todas as notas fiscais emitidas por até 180 dias por meio de uma chave de acesso;
  • Minimização da sonegação de impostos.

Então, você gostou dessa mudança?

E deste artigo? Deixe suas respostas nos comentários e aproveite para nos dar sugestões de novos temas para os nossos artigos.

Deixe seu comentário