Artigo: como fazer a gestão do estoque

Dentro de uma empresa, ter uma gestão muito bem alinhada é extremamente importante, evitando desperdício e maximizando os resultados. O mesmo acontece quando falamos da gestão do estoque, sendo um dos pontos mais sensíveis de um negócio.

Não raro, esse ponto tão primordial para um negócio fica negligenciado pelos gestores, esquecido que esse é um ponto muito importante tanto para o capital de giro quanto para a dinâmica do negócio como um todo.

Uma má gestão do estoque traz inúmeras consequências para o seu negócio. Quer conhece-las e aprender a gerenciá-lo da melhor maneira possível? Continue lendo esse texto e compreenda mais a importância desse aspecto!

O QUE É UM GESTÃO DE ESTOQUE EFICIENTE?

Quando falamos em controle de estoque, nos referimos ao monitoramento e análise dos matérias presentes em uma empresa.

Todo o objetivo dessa gestão é justamente garantir os bons níveis a fim de ter um bom funcionamento, seja para as atividades internas da empresa ou mesmo garantir que aquele produto específico não sairá das prateleiras.

Em outras palavras, é necessário ter um controle minucioso de tudo o que entra e sai da empresa, evitando perdas por roubos ou mesmo o vencimento de produtos. Fato este que pode até acarretar em problemas com os próprios consumidores.

Uma boa gestão é capaz de prever a demanda seja através de cálculos ou mesmo por comparação com períodos anteriores, o estoque nunca precisará chegar ao nível de segurança a menos que o mercado apresente aquecimentos esporádicos o que seria algo bom.

Resumindo um bom controle de estoque, podemos dizer que esse nunca irá passar dos níveis ideias para que o negócio opere sem problemas, assim como nunca irá faltar.

AS VANTAGENS DE UMA GESTÃO ESTRATÉGICA DE ESTOQUE

Claro, manter o seu estoque em níveis ideais irão trazer inúmeros benefícios para a sua empresa. Vejamos alguns deles:

  • Evita escassez de matéria prima ou produtos assim como desperdícios;
  • Reduz prejuízos com perdas de produtos por obsolescência ou validade;
  • Diminui prejuízos com perdas de vendas para os seus clientes, podendo resultar até na perda do mesmo;
  • Tem o potencial de aumenta o capital de giro da empresa, especialmente se for identificado que antes se armazenada demais;
  • Todo o processo produtivo é otimizado, ficando mais racional e eficiente;
  • Não há motivos para haver atrasos nas entregas das suas mercadorias;
  • Sabe-se a hora correta para criar promoções – quando os produtos começam a acumular no estoque;
  • Traz previsibilidade para os gastos da empresa com um controle minucioso da produção; dentre diversas outras vantagens.

OS ERROS MAIS COMUNS NA GESTÃO DO ESTOQUE

Apesar do belo cenário que demonstramos acima, controlar o estoque perfeitamente não é uma tarefa fácil e diversos erros podem acontecer. Nesse sentido, já adiantamos aqueles que você pode cometer ou está cometendo nesse momento:

  1. Comprar mais do que precisa

É necessário considerar diversos fatores antes de reabastecer o seu estoque, sazonalidade, demandas e datas festivas são os principais.

É importante estudar com calma o histórico de saída do seu negócio para poder fazer projeções confiáveis.

  1. Não ter um estoque de segurança

O próprio nome já diz, um estoque de segurança é aquele que vai te segurar até que os seus fornecedores possam realizar novas entregas. Você pode precisar dele por inúmeros motivos: mercado aqueceu, o seu fornecedor teve problemas, etc.

  1. Controle de estoque anacrônico

Quando alguma coisa é anacrônica é porque está fora de seu tempo e esse termo pode ser facilmente aplicado a controles manuais ou mesmo a algumas planilhas de Excel.

Hoje existem inúmeros softwares específicos para gestão de estoque, basta achar aquele que combina melhor com a dinâmica da sua empresa.

  1. Não padronizar os itens

Todo produto que entra em seu estoque deve ter um código padronizado para que possa ser rastreado. Isso serve para pequenas e grandes empresas, não fazer isso é pedir para cair em desorganização.

Da mesma forma que realizar atualização de estoque imediatamente após a entrega dos itens ou saída dos mesmos.

COMO GERENCIAR O SEU ESTOQUE DE FORMA EFICIENTE

Agora que já falamos sobre a importância de um bom controle de estoque assim como os principais erros que podem ser cometidos ao fazê-lo, te daremos algumas dicas de como gerenciar o seu estoque de forma eficiente.

 OS PILARES DA GESTÃO DE ESTOQUE

Um bom controle de estoque está sobre 3 pilares: pessoas, processos e controles.

O primeiro se refere diretamente aos colaboradores que estão responsáveis com lidar com a logística. Idealmente esses devem ter um perfil perfeccionista e organizado, afinal de contas isso refletirá em como o seu estoque será gerenciado.

Essa também é uma área bastante fluida, sendo assim, profissionais dinâmicos tendem a realizar um bom trabalho. Treine bem a sua equipe e garanta que eles tenham os recursos necessários.

Quando falamos sobre os processos empregados nessa gestão, falamos diretamente sobre os procedimentos e rotinas que são adotadas pelos colaboradores. Vão do uso de um sistema de código de barras até mesmo a complexos softwares integrados.

Já os controles são os pontos de checagem do processo. Ao finalizar uma tarefa há uma verificação da atividade desempenhada: um transportador levando um produto pode deve ter em mãos a ordem de serviço que deve bater com a identificação do item que está tirando do estoque, por exemplo.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Algumas informações são extremamente importantes para que você se consiga alcançar uma gestão ideal de estoque:

  • Avalie de perto o seu estoque, solicitando relatórios detalhados sobre tudo o que aconteceu, assim é possível identificar o padrão de comportamento do mesmo;
  • Saiba o investimento necessário para manter o estoque, desde manutenção, até outros gastos acessórios como aluguel do ambiente, licença de softwares, transporte, logística, etc.;
  • Procure sempre otimizar o que é gasto, contudo, otimizar não significa diminuir em qualidade, essa é a receita para ter que gastar duas vezes;
  • Negocie com os seus fornecedores, peça por melhores condições de entrega, frete grátis, desconto por quantidade, enfim, explore suas opções;
  • Não cumule estoque, viu que um produto não tem a mesma saída, faça promoções Produto parado no estoque é dinheiro perdido.

Gostou do texto de hoje? Continue acompanhando o nosso blog para mais dicas de como otimizar o seu negócio!

Deixe seu comentário