Setor de peças automotivas busca novas estratégias para ampliar mercado

Empresas utilizam sistema de gestão ERP para manter controle financeiro e fiscal

“Temos filiais em três estados diferentes e o sistema consegue calcular com precisão as tarifas tributárias em cada um deles”, afirma o empresário JC Durigam

Mesmo com as turbulências na economia do país nos últimos anos, o setor de autopeças tem mostrado muita habilidade quando se trata de criar estratégias para manter o equilíbrio financeiro.
Com representação nos estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, a JC Durigam é uma das empresas que tem se destacado no mercado de comércio de autopeças.
A empresa tem enfrentado os altos e baixos da economia focando esforços em melhorar processos internos por meio de um ERP, adotado estratégias de logística e feito parcerias com fabricantes para ampliar sua área de atuação.
Há 28 anos no mercado, a JC Durigam escolheu o software de gestão empresarial da Khan depois de uma rígida avaliação: “Nós estávamos na busca de um melhor desempenho gerencial para nossa empresa. Pesquisamos bastante por sistemas de gestão e chegamos à conclusão que o ERP da Khan oferecia o melhor custo-benefício”, disse o empresário Julio Cesar Durigam.
Na opinião de Durigam, um bom sistema de gestão precisa responder com eficiência e entender as diferenças fiscais em cada estado da federação. A empresa, que surgiu em São Paulo, abriu mais duas filiais para facilitar sua logística: “Temos filiais em três estados diferentes e o sistema da Khan consegue calcular com precisão as tarifas tributárias em cada um deles. Ter um sistema de gestão eficiente está sendo fundamental para nossa empresa manter o controle financeiro e fiscal”, afirma Julio Cesar.
Para promover a redução de custos e oferecer uma proposta mais acessível para seus clientes, a JC Durigam também criou parcerias para recondicionar peças, que são entregues com preço reduzido e com garantia da própria fabricante.
De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos, que representa as concessionárias, em 2019, as vendas de veículos leves e pesados foram 9,93% mais altas quando comparadas com os oito primeiros meses do ano passado.
É com essa perspectiva que empresas do setor pretendem investir em novos projetos e na melhoria da gestão de negócios para ampliar a área de atuação e alcançar novos mercados .