Sistema ERP Khan auxilia empresas que atuam com importação de produtos

Com foco na gestão e artigos de alta qualidade, a Sob Eletromecânicos projeta crescimento de 40% em 2019
Marcelo da Sob empresa com lucratividade no ramo de importação

“Na Khan, nós sentimos a segurança necessária, pois o departamento de vendas está totalmente alinhado com a área de implantação do produto”, disse Marcelo Soares

Poucas empresas estão aptas a enfrentar com profissionalismo e rigor os obstáculos econômicos e, menos ainda, escolher as ferramentas adequadas para disputar espaço em mercados altamente competitivos.
Com foco na qualidade da gestão e na rentabilidade do negócio, a Sob Eletroeletrônicos se destaca na comercialização de produtos importados e projeta saldo positivo para o ano corrente.
A empresa trabalha com importação e distribuição de componentes eletrônicos, e representa 22 das maiores fabricantes mundiais, a maioria com sede na Europa. O resultado é uma carteira de clientes estável e com crescente aumento de parcerias, graças à confiança que a empresa conquistou no mercado.
“O nível de qualidade das peças que comercializamos é altíssimo. Nossos clientes utilizam os componentes para fabricação de produtos de primeira linha. Nós somos procurados por engenheiros eletrônicos que conhecem bem as marcas que comercializamos”, afirmou Marcelo Soares, sócio-diretor da Sob.
No Brasil, entre as representações da Sob, está a OKW (fabricante alemã de gabinetes plásticos), e a Schurter (tradicional empresa suiça de componentes eletrônicos), esta última com um volume de negócios que alcançou mais de 1 bilhão e 200 milhões de reais em 2018.
Com tanta garantia de qualidade nos produtos comercializados, a Sob ganhou um grande diferencial em relação à concorrência. “O nosso recall é zero. Não temos problema nenhum de qualidade com nossos produtos. Esse é um dos motivos pelos quais os clientes procuram a Sob. Eles não precisam colocar na ponta do lápis os custos com manutenção”, enfatiza Soares.
Com o alinhamento da gestão aos objetivos do negócio, a empresa contou com o apoio do ERP Khan para reduzir perdas e evitar retrabalhos sem comprometer a qualidade, ampliando as perspectivas de rentabilidade.
“Apesar das dificuldades com mudanças econômicas nos últimos anos, nossa empresa segue crescendo e ampliando o time de colaboradores. Em 2019, o nosso crescimento deve chegar a cerca de 40% em relação ao ano anterior e queremos seguir crescendo em 2020.”

A escolha do ERP

Há muitas opções de ERPs disponíveis no mercado, mas poucas empresas conseguem perceber as nuances que podem fazer a diferença nessa escolha. A equipe da Sob usou alguns critérios importantes.  “A nossa escolha do ERP foi muito seletiva. Nós fizemos uma intensa pesquisa de mercado, incluindo a criação de uma equipe para avaliar os vários fatores disponíveis nos ERPs. Na Khan, nós sentimos a segurança necessária, pois o departamento de vendas estava totalmente alinhado com a implantação do produto”, disse Marcelo Soares.
Empresas com grande rigor na gestão de seus negócios precisam de sistemas versáteis e capazes de auxiliar a empresa em diversas situações, incluindo a facilitação das relações comerciais com fornecedores estrangeiros, como no caso da Sob. De acordo com Marcelo Soares, “o sistema da Khan conseguiu trabalhar muito bem com o mercado internacional, possibilitando o controle e o gerenciamento das diversas fases do processo de importação na empresa”.
A flexibilidade do ERP Khan em lidar com as constantes mudanças no sistema tributário brasileiro e sua capacidade de adaptação a diferentes situações também foram destacados por pelo sócio-diretor da Sob. “A Khan é uma empresa que está sempre atualizando o sistema com as novas leis tributárias e fiscais, além de trazer novos modelos gerenciais para serem usados como ferramentas no sistema. Essa também foi uma característica essencial para a nossa escolha”.
A experiência e qualificações necessárias também contam para auxiliar na escolha do ERP, mas Marcelo reforça a importância do uso de ferramentas de gestão e a capacidade de, com elas, estabelecer diferenciais para o negócio. “Uma empresa não existe sem um sistema de gestão. Você pode até perder um funcionário, perder um cliente, mas não pode abrir mão do ERP. Sem ele você fica refém do trabalho de terceiros e perde o controle de dados essenciais para a manutenção e crescimento da empresa”, finaliza Marcelo Soares.