Software, hardware e serviços devem ter aumento de investimentos de 10% em 2020, diz IDC Brasil

A IDC Brasil divulgou na última sexta-feira (7 de fevereiro) os resultados do seu estudo sobre tendências de mercado.

Até 2021, a IDC prevê que os investimentos em TI aumentarão 10%, principalmente em software, hardware e serviços. Na América Latina, o software deve ser responsável por 18% dos investimentos, serviços de TI por 22% e hardware por 60%. Já o setor de nuvem pública deve registrar crescimento de 46,7% entre 2019 e 2023.

Com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), as empresas devem ser responsáveis pela alta de 9,6% em investimentos de segurança em 2020. “Quase 60% das organizações terão a LGPD em sua pauta estratégica neste ano e quase 2/3 das empresas estarão em processo de adequação ao longo do ano”, afirmou Luciano Ramos, gerente de pesquisa e consultoria para o segmento Enterprise da IDC Brasil, em comunicado à imprensa. Por conta da regulamentação, 75% das empresas devem criar cargos de direção para a área de privacidade.

A IDC também prevê o aumento do uso de containers em aplicações críticas, saltando de 18% em 2018 para 26% em 2020. “Containers é a abordagem preferida para a modernização, mas, além do investimento necessário para modernizar, a familiaridade com a tecnologia ainda é uma barreira: pouco mais de 1/3 das empresas conhecem a tecnologia”, declarou Luciano Ramos.

Fonte: CIO Brasil (https://bit.ly/2wd6zcd).